Rochas e Minerais

Diferença entre rochas e minerais
Rochas e minerais: qual a diferença?

É comum haver confusão por parte de muitas pessoas sobre a diferença entre rochas e minerais. Muitos acreditam ser a mesma coisa, outros até sabem que são diferentes, mas não conseguem definir o que torna um objeto distinto do outro. Por esse motivo, é necessário conhecer os seus respectivos conceitos sob o ponto de vista das Ciências da Terra.

Uma rocha – na literatura especializada nunca se utiliza o termo “pedra” – corresponde a um agregado de minerais. Portanto, os minerais são apenas composições que estruturam as rochas. Um exemplo é o granito, em que uma de suas variações apresenta uma composição de quartzo, mica e feldspato.

Granito, uma rocha formada por vários minerais
Granito, uma rocha formada por vários minerais

Já os minerais são compostos químicos quase sempre inorgânicos e presentes na forma sólida. Costumam ser homogêneos e subclassificados conforme suas diferentes propriedades, tais como textura, dureza, opacidade, brilho, cor, entre outras. Existem rochas que são formadas por um único tipo de mineral. Essas nada mais são do que um mineral agrupado em grande quantidade, como é caso do quartzito, que é formado apenas por quartzo.

Quartzito Rosa, uma rocha formada apenas por quartzo
Quartzito Rosa, uma rocha formada apenas por quartzo

Os minerais são substâncias encontradas na natureza, formados por uma composição química equilibrada, resultante de milhões de anos de processos inorgânicos (ação do calor, pressão, etc). Todos os minerais são sólidos, como feldspato, mica, quartzo. A água, apesar de ter fonte mineral, não é um minério, assim como o mercúrio (que é líquido em temperatura ambiente).

As rochas são formadas por dois ou mais minerais agrupados. Existem três classificações para as rochas, de acordo com a sua formação: magmáticas, sedimentares e metamórficas.

 

Rochas Magmáticas

As rochas magmáticas, ou ígneas, como também são chamadas, são formadas pelo magma solidificado expelido por vulcões, e ainda podem ser subdivididas em dois tipos: intrusivas e extrusivas;

Rochas magmáticas intrusivas

São as rochas formadas pelo magma que se solidificou em grandes profundidades. O granito é uma das variedades desse tipo de rocha. No Brasil, algumas serras são formadas de granito, como a da Mantiqueira, do Mar, e algumas serras do Planalto Residual Norte-Amazônico.

Granito. Foto: Givaga / Shutterstock.com

Rochas magmáticas extrusivas

São as rochas que são formadas pelo magma solidificado na superfície. Um exemplo de rocha extrusiva é o basalto.

Basalto. Foto: Tyler Boyes / Shutterstock.com

Rochas Sedimentares

São formadas através da sedimentação de partículas de outras rochas existentes ou de materiais orgânicos. As rochas sedimentares podem ser divididas em três tipos: clásticas, orgânicas e químicas.

Clásticas

Também chamada de rochas sedimentares detríticas, são formadas por detritos de outras rochas antigas. Como exemplo de rocha clástica, existe o Arenito, Tilito, etc.

Arenito. Foto: Siim Sepp / Shutterstock.com

Orgânicas

As rochas sedimentares orgânicas são formadas por restos de animais e vegetais mortos, que vão se acumulando em alguns locais, e através de grande pressão e temperatura, dão origem á rochas e minerais como calcário, carvão mineral, petróleo, etc.

Calcário. Foto: mangojuicy / Shutterstock.com

Químicas

São formadas quando o líquido (água) onde os sedimentos de rocha estão dispersos, se torna saturado. As rochas químicas em geral formam cristais. Ex: calcita, aragonita, dolomita, estalactitese estalagmites.

Estalactites. Foto: Mazzzur / Shutterstock.com

Rochas Metamórficas

As rochas metamórficas são rochas que sofreram alterações na sua estrutura em decorrência de altas pressões e temperaturas. Exemplos de rochas metamórficas são o mármore, quartzito (de onde é extraído o quartzo), etc.

Cristais de Quartzo. Foto: Stefano Cavoretto / Shutterstock.com

BAIXE O ARQUIVO ABAIXO:

Rochas e minerais.ppt